Sites Grátis no Comunidades.net Wordpress, Prestashop, Joomla e Drupal Grátis
Translate this Page
ENQUETE
Você tira um dia da semana para descanso e lazer?
Sim, sempre.
Às vezes.
Só quando dá.
Só se me chamarem.
Não, nunca dá tempo.
Ver Resultados


ONLINE
1





Partilhe este Site...


APOIOS E PATROCÍNIOS

 

 

 


QUER CASAR?!
QUER CASAR?!

 

 


QUER CASAR?!

ENTÃO PARE PARA RACIOCINAR!

 

Não tenho a intenção de achar que sou a dona da verdade, mas quero ajudar as pessoas que lerem os textos e dicas desta coluna, a raciocinarem de acordo com a realidade e a escolher de acordo com o que realmente as farão felizes e não em cima de modismos ou conclusões equivocadas que não tem nada a ver com a realidade!

 

A idéia é mostrar que se você quer viver relacionamentos sérios, se casar e ser feliz isso É POSSÍVEL SIM, independente de idade, cor, tipo físico, estilo ou qualquer outra dessas coisas que preocupam tanto a maioria das pessos. Vale lembrar também que relacionamento DE VERDADE não é uma realidade que aprisione ou impeça a mulher de trabalhar ou se realizar profissionalmente SE ELA QUISER. Casamento é uma escolha e maternidade é outra e são duas opções a serem consideradas pela mulher não com base em estatísticas do IBGE ou moda, mas com base nos sentimentos e sonhos de cada uma.

 

Se você pensa que os homens não querem mais se casar, que não respeitam as mulheres que pensam em casar e que casamento é o caminho mais curto para frustração e infelicidade você está MUITO enganada! Esta foi uma realidade forjada pela mistura de pensamentos de mulheres que não conseguiram realizar seus sonhos de amor com os de homens muito imaturos para assumir a responsabilidade de uma família e que acharam mais fácil mudar o pensamento da sociedade do que suas próprias condutas e estratégias erradas. Isso mesmo, estratégias erradas! As mulheres que não conseguiram realizar seus sonhos de felicidade no amor e culpam o mundo e os homens são aquelas que procuraram a coisa certa no lugar errado ou que trataram a pessoa certa com a estratégia errada e deixaram o amor escorrer por entre os seus dedos. Da mesma forma os homens que fogem do casamento são aqueles que se apavoram diante das responsabilidades e que deixam escapar por entre os dedos não apenas as boas oportunidades de casamento, mas também outras boas oportunidades de realização em empregos e empreendimentos.

 

 

 

Para que possamos ter êxito em nosso raciocínio precisamos começar do começo, passo a passo. Então vamos primeiro entender o que queremos, nos sentir seguras com o que queremos e depois escolher e traçar a melhor estratégia para alcançarmos nosso objetivo de felicidade!

 

Bem, vamos lá, se você é uma mulher que deseja ter um relacionamento sério com um homem que possa chamar de marido, namorado, amante, companheiro, parceiro, cúmplice e principalmente, de seu AMOR, então o primeiro passo é ADMITIR ISSO PARA VOCÊ MESMA!


 

A idéia de que não é fácil conseguir um relacionamento sério, que os homens não querem mais se casar, que o casamento é uma instituição falida e está fora de moda e que as mulheres devem ser independentes e livres fez com que muitas mulheres, mesmo sonhando em “dormir de conchinha”, se fantasiem de Mulher Maravilha de uma forma que só lhes traz problemas, pois dizem que são independentes, fortes, autossuficientes e invencíveis, mas possuem uma identidade secreta sufocada que só queria amar e ser amada, receber beijos de boa noite, acordar sorrindo no sábado porque vai poder curtir o dia em pequenas bagunças em casa se divertindo muito sem ter que ir ao shopping para simular felicidade com compras e a melhor parte de todas, poder desfrutar de um abraço carinhoso bem no meio da madrugada... Sem motivo ou explicações, simplesmente se deliciar num abraço cheio de amor!


 

Alguém lá no meio dos leitores vai gritar: “Ah, mas e a minha liberdade?! Liberdade é tudo!!! Sem essa de arrumar casa, lavar e passar roupa, fazer comida... Se eu quiser ter filhos mais tarde, faço uma inseminação artificial e tenho filho numa produção independente!”. E eu vou simplesmente responder a estas questões com algumas boas perguntas:

 

Quem foi que disse que casamento é prisão?! Existe maior liberdade do que dar e receber amor a qualquer hora do dia, noite ou madrugada ali mesmo na sua casa, com qualquer roupa ou penteado e sem nenhum motivo especial?

 

Quem pode ser mais livre do que aqueles que não têm medo do “mico” de gargalhar por motivos bobos, de se emocionar lembrando momentos do passado por causa de uma música antiga, de entender que o motivo para ser bonita está em casa e que isso não exige grifes caras ou maquiagens carregadas, mas só o um hidratante com fragrância agradável e suave, um brilho discreto nos lábios, uma roupa confortável e vez por outra, uma invertida radical nos costumes com uma lingerie provocante, em batom vibrante e um bom perfume com notas marcantes?!



 

Com relação à casa, roupas, comida, faxinas... Se você ficar solteira por acaso vai morar num hotel, gastar todo o seu salário com lavanderia e empregadas ou supõe que sua mãe será eterna?!

 

E quem foi que disse que é possível se imaginar na maternidade uma produção independente?! Para começar a natureza se impõe demonstrando que não há sequer um único ponto em que se possa associar a maternidade à independência, pois não importa o quanto a medicina evolua, a mulher sempre precisará do espermatozoide para a fecundação e a vida após o nascimento do bebê seguirá seu curso natural, independente de quão moderno e evoluído esteja o mundo, a presença e participação do pai se fará necessária da mais tenra infância até a maturidade, não por preconceitos ou exigências sociais, mas simplesmente pela necessidade gerada pelos sentimentos humanos que obedecem aos estímulos do nossos instintos que desejam a figura masculina como referência de proteção e segurança. É claro que existem mães que se intitulam “pães” e que empreenderam todos os seus esforços para suprir todas as necessidades de sua cria em todos os sentidos, mas isso não sai barato... Ao contrário, traz um custo alto demais para todos – mães e filhos – e em algum momento da vida o total desta conta será apresentado muitas vezes de forma bem dolorida.

 

É muito provável que com minhas últimas perguntas, você tenha acabado de concluir que o conceito “do mercado” de que a felicidade da mulher está condicionada à liberdade e que a liberdade está condicionada à condição de solteira é uma armadilha que muito provavelmente foi criada por alguma mulher que queria casar e como não conseguiu resolveu transformar sua frustração em regra e ao invés de buscar realizar o seu sonho decidiu que seria mais fácil fazer com que outras mulheres abandonassem a idéia de relacionamentos sérios e casamento, achando que isso era tolice. Ou seja, a prática da máxima que prova que “quem é não quer ser sozinho”!

 

Voltando, então, ao início, proponho que demos o primeiro passo admitindo que SIM amar e ser amado é maravilhoso e que casar faz parte da vida feliz, é a ordem natural das coisas e traz experiências incríveis de crescimento e descobertas! E se alguém vier lhe dizer que amor é loteria, simplesmente aponte os prêmios da Mega Sena e demais jogos das casas lotéricas e mostre que SIM, as pessoas apostam nas loterias e muitas GANHAM! Eu ganhei e você também pode ganhar, mas ninguém ganha sem acreditar, tentar e jogar! Por isso vou estar por aqui sempre te ajudando a raciocinar e pensar nas melhores estratégias para encontrar o amor da sua vida, aquele que será o seu marido!


 

Antes das primeiras dicas preciso dizer algo que é muito importante: fique muito atenta às opiniões de suas “amigas” quanto a seu relacionamento e companheiro, quando elas começam a emitir muitas opiniões, a você e seus amigos, sobre o quanto seu relacionamento é ruim para você, o quanto você é boba, o quanto seu namorado ou marido lhe dominam, exploram ou coisas do gênero, isso pode significar mais despeito do que preocupação com sua felicidade, por isso não se deixe influenciar por nada e nem ninguém, olhe você mesma para a sua situação, sentimentos, sensações e felicidade e julgue VOCÊ MESMA o que o seu relacionamento traz para você e decida à partir daí e não à partir da opinião de quem quer que seja. O que importa é que você esteja se sentindo bem, segura e feliz! Talvez se sua “amiga” se sentisse assim não se preocupasse tanto em observar sua vida e se ocupasse em observar e curtir a própria vida.

 

Agora sim, em cima de nossa linha de raciocínio de hoje apresento as primeiras dicas:

 

1.  NÃO FIQUE POR AÍ ESPALHANDO A FAMA DE QUE É LIBERADA, INDEPENDENTE E QUE SUA CARREIRA PROFISSIONAL ESTÁ ACIMA DE TUDO.

Que homem se envolverá com você e se deixará apaixonar se pensar que você não lhe dará a devida atenção ou sonhará o mesmo sonho que ele?! 

Pense bem, você se deixaria envolver por um homem que dissesse claramente que nem pensa em ter um relacionamento sério, pois sua carreira está em primeiro lugar, que não tem tempo para isso e não acredita no amor? É claro que não e isso também acontece com os homens.

Homens que desejam casar respeitarão e incentivarão sua carreira se não se sentirem preteridos a ela, se ele não achar que estará sempre em segundo lugar em sua vida, pois essa não é uma sensação agradável para ninguém!

Se você quer um relacionamento sério e verdadeiro, não finja ser o que não é!  Dê prioridade a cada coisa em seu momento, carreira em horário comercial e amor em tempo integral, pois ninguém se aposenta de um amor verdadeiro, mas carreiras, empresas, empregos são transitórios neste mundo. Pare por um minuto, pense e avalie quantas grandes empresas já faliram e simplesmente deixaram de existir em todo o mundo e em razão disso quantas pessoas viram suas vidas destruídas e sem sentido? Mas o verdadeiro amor NUNCA faz isso a ninguém e mesmo quando uma tentativa dá errado, deixa o coração cheio de desejo de que aquilo passe e venha uma nova oportunidade, desta vez sem enganos, mas com um VERDADEIRO AMOR.

 

 

E falando em verdadeiro amor, vem a segunda dica.

 

2. VOCÊ NÃO COMPRA PÃO EM AÇOUGUE NEM CARNE EM PAPELARIA, ENTÃO NÃO PROCURE UM RELACIONAMENTO VERDADEIRO EM LUGARES E BALADAS QUE PREGAM E PRATICAM O “NINGUÉM É DE NINGUÉM”.

Se você quer algo diferente, FAÇA DIFERENTE, AJA DIFERENTE, SEJA DIFERENTE!

Cada um tem todo o direito de fazer de sua vida e seu corpo o que quiser e cada um vai colher exatamente os frutos gerados por suas escolhas. Nada contra quem escolher ser “periguete”, mas é preciso lembrar que 98% homens, talvez 100%, saem com elas, mas não se casam com elas, inclusive porque elas não demonstram com seu comportamento que este seja o seu desejo.

Ah, mas fulana e beltrana estão sempre com muitos caras legais, então o jeito delas parece dar certo... Bem se o jeito delas estivesse dando certo elas não estariam sempre com muitos caras legais, mas estariam a muito tempo com um cara legal! Se você quer apenas curtir o momento vá em frente, mas se você quer construir um relacionamento sério, um amor e uma família, escolha uma postura diferente e lugares diferentes. Se destaque positivamente, dê valor à sua imagem e faça de si mesma uma propaganda positiva. Não esqueça, a unanimidade é burra e se o que você procura é o verdadeiro amor, não procure pelo chão, pois as jóias são guardadas em vitrines altas!



 

Mande suas dúvidas. Faça suas perguntas.

contato@dicaseria-bemviver.net